FANDOM


Publisher TemplatePublisher Template
Panini

Nome Oficial
Panini
Estado
Ativa

Estado
Fundada
1994

Fundadores

Localização

Indústria
Quadrinhos

História

A Unificação da Marvel na Europa

A Panini/Marvel Italia, que aporta no Brasil em 2002 para cuidar da publicação dos títulos da editora norte-americana por aqui, tem uma sólida história dentro do mercado italiano de quadrinhos. Este braço europeu da Casa das Idéias nasceu em 1994, quando a Marvel Comics norte-americana decidiu montar uma nova divisão na Europa, a exemplo da Marvel UK (Reino Unido). Como acontece hoje no Brasil, as publicações da Marvel estavam dispersas por várias editoras italianas – Star Comics, Play Press, MBP e Comic Art. Encabeçada por um ex-editor da Star, Marco Lupoi, e sediada em Bolonha, a Marvel Italia tornou-se a única editora dos heróis no país.

Ainda em 1994, a Marvel americana comprou a Panini, famosa editora de álbuns de figurinhas, e fundiu-a à Marvel Italia. Transferindo-se para Modena em 1996, a empresa podia agora dar passos mais largos: começou a publicar quadrinhos Marvel também na Alemanha, França e Inglaterra (a Marvel UK já havia sido fechada); e ainda tornou-se responsável por licenciar a publicação de quadrinhos da Marvel em todo o resto do mundo, com exceção, é claro, da América do Norte. Desta forma, as editoras brasileiras que publicam estas personagens negociam com os italianos e não com os americanos.

Em decorrência dos problemas financeiros da Marvel na segunda metade dos anos noventa (leia mais aqui), a Panini foi vendida, em outubro de 1999, para uma instituição financeira italiana, a Fineldo Spa. No entanto, a Marvel Italia e seus acordos com a matriz americana foram mantidos.

Atualmente, a Panini é uma editora ainda maior. Sua divisão de quadrinhos, ainda coordenada por Marco Lupoi, conta com mais duas linhas além da Marvel Italia: Cult Comics, para material da Dark Horse, Image e outras licenças, entre as quais italianas; e Planet Manga, para o sempre crescente mercado dos quadrinhos japoneses.

Formatos e Preços

Todas as revistas da Marvel Italia seguem o formato americano original. A qualidade gráfica, porém, é maior – comparável à das Premium brasileiras – e o número de páginas também. Grande parte das séries mensais tem 48 páginas (duas histórias), e algumas das revistas sem personagens específicas – a Wiz, por exemplo, comparável à nossa Grandes heróis Marvel – variam mensalmente entre 96 (4 histórias) e 144 páginas (seis histórias).

A cronologia está entre seis e sete meses atrasada em relação aos Estados Unidos. Em outras palavras, não muito distante do Brasil, onde a maioria das séries está defasada um ano. Atualmente há uma revista quinzenal, dez mensais e quatro bimestrais, além de eventuais mini-séries e especiais. Ao todo, são cerca mil páginas de gibis Marvel por mês.

Os preços variam bastante. As edições de 48 páginas estão entre 3.900 (R$ 4,50) e 4.500 liras (R$ 5,20). Publicações mais grossas, como as de 144 páginas, custam o equivalente às Premium brasileiras – 8.500 liras (R$ 10,00).

Mercado Italiano

A Itália tem um dos mercados de quadrinhos mais sólidos do mundo ocidental, concorrendo com França e Bélgica. Os gibis de heróis da Marvel, Image e DC (esta última espalhada em diversas editoras pequenas), mesmo que em grande quantidade, vendem pouco se comparados aos mangás publicados pela Panini e cinco outras editoras italianas. As revistas japonesas, na verdade, competem de igual para igual com a tradicional Sergio Bonelli Editori, de Tex e companhia, e a Astorina, que lança o tradicional vilão italiano: Diabolik. No topo da cadeia alimentar do mercado italiano, os quadrinhos Disney ainda são os mais vendidos.

Apesar de uma boa produção de quadrinhos de luxo, que seguem direto para livrarias, o mercado italiano baseia-se essencialmente nas vendas em banca. Neste ponto, a semelhança com a situação brasileira é imensa, o que deve contribuir para a adaptação da Panini por aqui.

A Panini no Brasil

A presença da Panini no Brasil data de 1988. Ironicamente, sua vinda deveu-se a uma associação da editora italiana com a companhia que até agora publicava Marvel em nosso país, o Grupo Abril. A nova empresa foi constituída como Editora Abril Panini S/A e começou a investir pesado na produção de figurinhas, consolidando o mercado de cromos autocolantes. A união durou, no entanto, até 1995, quando a editora italiana comprou cota de ações que pertencia à Abril, assumindo assim inteiramente o controle da operação. Com esta mudança, a empresa passou a se chamar Panini Brasil Ltda. e expandiu sua distribuição de álbuns e figurinhas para todo o Mercosul. Hoje, com o licençamento da Marvel, ela dá seu primeiro passo para entrar no mercado brasileiro de HQs.


Veja Também


Notas

  • Nenhuma.


Curiosidades

  • Nenhuma.


Links e Referências

Referências

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória